Ê, cidadezinha…

Deixe um comentário

Jovem de 25 anos morre ao cair da moto e bater a cabeça em uma árvore. Ela tentou desviar de um buraco no asfalto.

A família chora.

E os responsáveis, fazem o que?

Santa ignorância

1 Comentário

A prefeita Dárcy Vera acaba de divulgar, via Facebook, a abertura de um concurso público para o preenchimento de vagas no Daerp (Departamento de Água e Esgoto de Ribeirão Preto).

Nada de anormal, não fossem os elogios e “os parabéns” dos amigos (só podem ser amigos).

As pessoas realmente acreditam que ela esteja gerando empregos ou fingem ignorância a fim de promovê-la?

Onde está a oposição?

Deixe um comentário

Onde estão os candidatos de oposição que prometeram fiscalizar o poder executivo, mesmo após a derrota nas urnas?

* a falta de manutenção fez uma das principais vias da cidade desmoronar (a ponte na Av. Francisco Junqueira c/ a Av. Plínio de Castro Prado);

* há desperdício e falta d’água em diversos bairros;

* as ruas e avenidas estão esburacadas;

* trânsito é cada vez mais caótico;

* a nova frota de ônibus não resolve o antigo problema dos atrasos e da superlotação;

… por onde andam os políticos que faziam juras de amor à cidade?

Essa política enganosa, com prazo de validade baseado no fim das eleições, contribui para que aproximadamente 20% da população abdique do seu direito de votar.

Certa vez o ex-jogador Vampeta, nos tempos de Flamengo, disse: “eles fingem que me pagam e eu finjo que jogo”. Adaptando à nossa realidade, “eles fingem que estão preocupados com a cidade, e nós fingimos que acreditamos”.

O puxa-saco-político

1 Comentário

Antes de ler este post, procure pelo texto “O analfabeto político”, do escritor e dramaturgo alemão Bertolt Brecht.

Tivesse Brecht vivido no Brasil, um novo capítulo teria de ser redigido: “O puxa-saco-dependente político”.

Este sabe que “da sua ignorância política nasce a prostituta, o menor abandonado, o assaltante e o pior de todos os bandidos: que é o político vigarista, pilantra”

… e, ainda assim, defende “o corrupto e lacaio dos exploradores do povo” em troca de favores.

Quem cria a lei, cumpre a lei?

Deixe um comentário

A Justiça Eleitoral (deveria!) está apta a punir/multar, a partir desta quarta-feira, todos os candidatos que concorreram ao Poder Legislativo que, INDEPENDENTEMENTE do motivo, não tenham retirado suas respectivas propagandas espalhadas pela cidade – 30 dias depois de encerrado o primeiro turno.

A lei, amplamente divulgada pela mídia, foi ignorada por muitos postulantes e até mesmo por parte daqueles que já estão na “Casa”.

Se os representantes do povo, responsáveis por criar as leis de interesse do município (com certeza!), descumprem as orientações da Justiça, pergunto:

* Estes vereadores, escolhidos pelo povo, têm algum interesse ou preocupação em fiscalizar as irregularidades da prefeitura?

* Como é que este vereador vai propor um projeto de lei para os munícipes?

* Se existem explicações e defesas para tal descumprimento, o que significa desrespeitar uma lei?

Comportamentos absurdos e inaceitáveis como estes esclarecem a verdadeira faceta da nossa vereança.

Tem mais…

Alguns vereadores (quase todos), questionados pela imprensa sobre a sujeira não retirada dentro do prazo, disseram que “já existem equipes nas ruas tirando as placas”.

Já?

Quer mais? Teve candidato alegando inocência dizendo que “muitas placas foram colocadas por pessoas que não fazem parte do comitê e não são de responsabilidade do candidato”.

Ah, é? Sim, pode acreditar…

Cruzamento da Av. Thomaz Alberto Whately com Av. Recife, próximo ao Aeroporto Leite Lopes, em Ribeirão Preto – fotografia do dia 07/11/2012, às 12h35. Placa do vereador reeleito Saulo Rodrigues. Após ser questionada, assessoria afirmou que providenciaria a retirada.

Sabotagem. Até quando?

Deixe um comentário

‘Sabotagem!’

Assim respondia a prefeita Dárcy Vera quando questionada sobre a falta d’água em Ribeirão Preto.

A teoria defendida pela chefe do executivo era de que pessoas ligadas à oposição cortavam/roubavam fios para cessar a distribuição de água pela cidade a fim de prejudicá-la durante o pleito municipal.

Ora, queridíssima prefeita. Se existem mesmo os tal sabotadores, sugiro que a senhora coloque seguranças, guardas municipais, cães adestrados, cercas elétricas, câmeras escondidas, armadilhas e até arapucas para evitar tais transtornos à população.

É muita ingenuidade deixar os pontos de distribuição de água a mercê dos sabotadores.

É ainda mais ingênuo acreditar que somos vítimas de sabotadores.

Filhos de Gandi(ni)

Deixe um comentário

Com o mapa detalhado de todas as urnas apuradas e votos distribuídos pelas seis zonas eleitorais, é possível fazer inúmeras análises sobre o comportamento do ribeirão-pretano nas eleições 2012, que determinou a reeleição de Dárcy Vera (PSD) ante o oposicionista Duarte Nogueira (PSDB).

Dentre as tantas leituras, a mais emblemática (para este blogueiro, obviamente) é a derrota catastrófica do PT:

* Os 45.655 votos do candidato João Gandini no primeiro turno – equivalente a 15,06% dos votos válidos – não correspondem a uma ideologia partidária, uma bandeira petista, uma filosofia política ou qualquer outra definição que o valha;

* O pronunciamento da presidente Dilma Rousseff em Ribeirão Preto não surtiu o efeito desejado;

Para onde foram os filhos de Gandi(ni)?

Dárcy Vera recebeu 140.446 votos no primeiro turno e, apoiada pelo PT, terminou com 155.265 – crescente de 14.819 votos.

Já Duarte Nogueira, sem a desejada coligação, subiu de 92.076 para 143.516 votos – ou seja, ganhou 51.440 eleitores.

E aí? Para onde foram os filhos de Gandi(ni)?

Older Entries