Por um mundo melhor…

Deixe um comentário

Mais essência, menos aparência.

Papai Noel existe?

Deixe um comentário

Sindicato dos Taxistas de Ribeirão Preto quer cobrar “bandeira dois” durante o mês de dezembro, 24h ao dia.

Qual a justificativa? “Um abono natalino. Um presente de final de ano”, disse um representante do sindicato, em entrevista à CBN Ribeirão.

Ho ho ho!

As redes nada sociais…

Deixe um comentário

Penso que nossos perfis em redes sociais são extensões do nosso “eu”.

Sendo assim, qual o sentido de tamanha exposição? O que estou “se sentindo”? Onde estou? O que estou fazendo ou deixando de fazer? A quem isso tudo interessa?

Carência? Ausência? Aparência? Auto-promoção? O que seria?

Estamos todos, usuários das redes ou não, inseridos em um contexto cada vez mais virtual, menos real, e excessivamente anti-social.

Enfim, férias!

Deixe um comentário

Depois de um ano e um mês, enfim, elas voltaram: FÉRIAS! #fui

Sonho meu

Deixe um comentário

Quando você acorda durante a madrugada, às 05h23, sonhando que está discutindo pautas com a sua chefia…

É grave, doutor?

PS. (1) As pautas são boas!
PS. (2) Alô, sono?

Tchau, vício!

Deixe um comentário

Cansei de curtir e compartilhar as peripécias dos amigos de Mark Zuckerberg.

O Facebook tem suas utilidades. O jornalista, inclusive, é refém (ou aliado?) desta rede social que emana pautas, discussões, tendências, e ideias.

Mas é preciso ter cuidados, entender e respeitar limites. Perde-se muito tempo – mesmo no meu caso, avesso às postagens em série.

Portanto, aos amigos que ficam no Facebook, aquele abraço! Fui!

Avalie (se for capaz)!

Deixe um comentário

Procurando algo para assistir neste domingo, por volta das 13h30, estaciono na TV THATHI.

Na tela, um garoto de nome artístico João Quirino, de Ribeirão Preto, concede entrevista à apresentadora Letícia Gera. O assunto, obviamente, sua carreira musical, o apoio da família, o trabalho de composição de letras e melodias e algumas coisinhas mais (#ealgumascoisinhasamais = piada interna).

Foram tantos elogios por parte da apresentadora (ela disse, eu ouvi: “novo talento”), que resolvi esperar pela chamada ‘palhinha’. Eis que rodam o clip para que os telespectores conheçam a música de trabalho: “Festinha na piscina”.

* Perceba: não faço críticas (positivas e negativas)!
* Sugestão: preste atenção na letra e na cronologia dos fatos!
** PS. Não consegui fazer uma avaliação ou elaborar uma crítica a respeito da “Festinha na piscina”.

Older Entries