O jornalismo padece.

Preguiça, pressa, erros gramaticais, ausência de conteúdo? Não.

O grande mal do jornalismo atual atende por outro nome: ego.

Colegas de profissão estão preocupados com o “eu”, deixando histórias e personagens em segundo, terceiro, ou até mesmo fora do plano da notícia.

A vaidade tem confundido a cabeça das pessoas, que se colocam na posição de personagens e desenham fábulas a fim de se promover.

Triste!

Anúncios